The Academic Society (TAS)

The Academic Society Journal (TASJ)

©2019 por The Academic Society (TAJ)

Estudo Sobre Tecnologias Construtivas Para Edificações de Interesse Social: Paredes Tipo Cobogó Feitas de Tubos de PVC e Brises de Madeira

Pimentel JOC.

RESUMO

Atualmente há uma grande preocupação com o meio ambiente, devido ao acelerado crescimento da exploração dos recursos naturais. Esse processo além de gerar impactos negativos ao meio em que vivemos gera uma porção considerável de resíduos. Devido a essa preocupação, o uso sustentável dos recursos naturais está cada vez mais sendo ponderado. No caso da arquitetura, pensar em projeto que assegure o melhor aproveitamento dos elementos naturais nas edificações garante uma boa qualidade no espaço projetado, dando ênfase ao conforto térmico e ao conforto lumínico, através do aproveitamento da ventilação e da iluminação natural, como uma complementação ao uso da iluminação artificial. Ressalta-se a importância da devida proteção da insolação direta, visando contribuir com a eficiência energética da edificação, assim se permite reduzir o uso excessivo de aparelhos de ar-condicionado, por exemplo, em climas como o de Foz do Iguaçu, onde se faz muito calor em boa parte do ano. Deste modo, nota-se que é possível aliar uma melhoria tanto estética quanto funcional aos projetos arquitetônicos. Nesse contexto, o objetivo desta pesquisa é desenvolver uma metodologia que colabore para a elaboração e construção de elementos que permitam diminuir a insolação, obtendo maior aproveitamento da incidência solar e da ventilação natural, tendo como base a análise do cobogó e do brise, sendo estes pensados para aplicação em paredes a partir da agrupação de módulos que formem parte de uma adequada coordenação modular. Logo, o desenvolvimento deste estudo analisa as propriedades do PVC aplicando diversos testes no material, considerando a durabilidade, resistência a intempéries e plasticidade, visando também o reaproveitamento do material.

Palavras-chaves: PVC, Reaproveitamento, Cobogó, Brise, Coordenação Modular.